Sobre mim

Luís Miguel Costa

Olá a todos!

Se estão a ler estas linhas é porque querem saber algo sobre mim. Preparem as pipocas – o filme da minha vida vai começar.

Recuemos a 1998, mais precisamente à festa de carnaval da minha escola primária. Estou vestido de padeiro, branco da cabeça aos pés, com cara enfarinhada e bigode pintado a lápis preto, a segurar uma pá de madeira com uma mistura de farinha e água que a minha mãe fez a imitar pães. Estou em cima do palco e não acredito que acabo de receber o prémio de melhor máscara: dois bilhetes à Expo’98. Poucos meses depois, conheci Lisboa pela primeira vez, numa viagem atribulada pela A1 do século passado, comigo sempre a perguntar “já chegamos?”

Fast forward para o presente. Quem diria que, 22 anos depois, já teria feito as malas, deixado Guimarães para trás, e fizesse de Lisboa a minha morada.

Luís Miguel Costa

E cá estou eu. Acabado de chegar aos 30 anos, curso de Comunicação no currículo, trabalho como editor de vídeo que me ocupa os dias. Pelas estantes não faltam livros de receitas, tantos que deixei de contar assim que passei das duas dezenas. Tornei-me naquela pessoa que, por gostar tanto de comer, foi obrigada a aprender a cozinhar. E adorou.

E eis que uma questão (a meio da quarentena em que andava meio mundo a fazer pão em casa, incluindo eu) tudo mudou – porque não fotografas e partilhas os teus pratos? 

Dizem que o destino é o guionista dos melhores filmes. Tudo leva a crer que sim. Na cena seguinte já sabem o que aconteceu: 

Sejam bem-vindos ao meu blog. Aqui poderão encontrar as deliciosas receitas que eu faço cá em casa e que são realmente aquilo que eu como no meu dia-a-dia. A maioria tento que sejam saudáveis, mas, como “um dia não são dias”, há sempre aqueles pequenos pecados que fazem bem à alma, ao coração e ao palato. 

Aquilo que me move é inspirar as pessoas a cozinharem mais e melhor. É mostrar que a cozinha pode ser sinónimo de diversão e, acima de tudo, de amor. Acredito mesmo que a cozinha é a porta de entrada para a felicidade.

Posto isto, está na hora de colocarem o avental, ligarem o forno e porem as mãos na massa. O que vai ser o jantar?

Luís Miguel Costa

close

Subscreva a newsletter e receba no seu email todas as novidades do blog.

Ao subscrever a newsletter, declaro ter lido e compreendido a Política de Privacidade.